Mais sobre almas velhas — More about old souls

O texto a seguir eu encontrei esses dias. Aqui:

“A velha alma aprendeu a se conectar emocionalmente e coloca sua atenção para o crescimento espiritual. Almas velhas aprendem a separar a intensidade emocional do ciclo maduro e, em seguida, retirar gradualmente a partir do plano físico inteiramente. Elas têm uma abordagem mais intelectual sobre a existência do que almas maduras, e elas são capazes de conceber o todo maior do que todos nós somos parte. Almas velhas precisam completar todas as suas experiências no plano físico e karmas antes de voltar sua atenção para lições astrais.

O comportamento precoce da alma velha é caracterizado por um período de interiorização, a procura da alma, e um sentimento de não caber no mainstream da sociedade. Uma vez que este aspecto tem sido “descoberto” e totalmente internalizados, o próximo passo é determinar: “Como é que eu vou aparecer no mundo?”. Para a alma mais velha, isso significa encontrar uma maneira de se expressar em sua vida pessoal e em sua carreira que está em alinhamento com seu propósito interior. Porque cada alma é única e quer fazer sua contribuição individual, não há muitos modelos para as almas mais velhas em uma sociedade de almas jovens. Velhas almas nesta sociedade também têm uma tendência para a auto-depreciação; eles sabem que não se encaixam na norma e pode considerar-se indigno como resultado. Almas mais velhas geralmente investigam vários ensinamentos espirituais que estão disponíveis, mas, no fim, criam o seu próprio sistema de crenças de uma combinação de muitas perspectivas espirituais diferentes.

Sua parte de alma velha tem a capacidade de elevar-se acima dos acontecimentos mundanos da vida e colocá-lo em contato com o propósito maior de estar aqui. Ela não se torna “preso” ou identificados com as dificuldades e tragédias da existência humana, mas é capaz de ver a si mesmo de forma mais objetiva e com um maior senso de humor. Ela cultiva um sentimento de desapego filosófico, humor e não identificação enquanto unindo-se ao sentido de algo maior e além de si mesma. Velhas almas aprendem a fluir com a vida como ela acontece, ao contrário de resistir e lutar contra com ela.

Seu velho aspecto de alma é a parte de você que tem o acordo para ensinar e ajudar os outros ao longo de seus caminhos escolhidos de desenvolvimento espiritual. A maioria das almas velhas ensinam pelo exemplo. Junto com o ensino é o compromisso de completar a sua existência no plano físico através da integração e balanceamento de todos os diferentes aspectos de todo o seu ser.

A última lição para uma velha alma é o amor Agape, ou incondicional, para si e para os outros. Esta é a lição mais difícil porque significa auto-perdão, bem como ser capaz de amar os outros na medida em que você pode dar-lhes permissão para estar em seus próprios caminhos escolhidos. Uma vez que todos os aspectos da existência humana são plenamente aceitas, uma velha alma torna-se elegível para passar para os outros planos de existência.”.

Destaque para a parte em que diz que a alma velha estuda vários ensinamentos espirituais, mas no final cria seu próprio sistema de crenças. Sou bem assim.

Mas não sou mais uma alma velha, como disse no post anterior, de almas transcendentais e infinitas. Nasci como uma, entretanto.

Não muito a dizer aqui, o texto fala por si mesmo.

The following text I found these days. Here:

“The old soul has learned how to emotionally connect and puts her attention toward spiritual growth. Old souls learn to detach from the emotional intensity of the mature cycle and then gradually detach from the physical plane entirely. They have a more intellectual approach to existence than mature souls, and they are able to conceive of the greater whole of which we are all part. Old souls need to complete all of their physical plane experiences and karmas before turning their attention toward astral lessons.

Early old soul behavior is characterized by a period of internalization, soul‑searching, and a feeling of no longer fitting in with the mainstream of society. Once this aspect has been “discovered” and fully internalized, the next step is determining, “How am I going to show up in the world?” For the older soul, this means finding a way of expressing herself in her personal life and in her career that is in alignment with her inner purpose. Because each soul is unique and wants to make its individual contribution, there are not many role models for older souls in a young soul society. Old souls in this society also have a tendency toward self-deprecation; they know they do not fit the norm and may deem themselves unworthy as a result. Older souls usually investigate various spiritual teachings that are available, but, in the end, create their own belief system from a combination of many different spiritual perspectives.

Your old soul part has the ability to rise above the mundane events of life and put you in touch with the greater purpose of being here. It does not become “stuck” or identified with the difficulties and tragedies of human existence but is able to see itself more objectively and with a greater sense of humor. It cultivates a sense of philosophical detachment, humor and non‑identification while attaching itself to the sense of something greater and beyond itself. Old souls learn to flow with life as it happens, as opposed to resisting and fighting with it.

Your old soul aspect is the part of you that has the agreement to teach and assist others along their chosen paths of spiritual development. Most old souls teach through example. Along with teaching is the commitment to complete your existence on the physical plane by integrating and balancing all of the different aspects of your entire being, infant through old.

The last lesson for an old soul is agape, or unconditional love, toward herself and others. This is the most difficult lesson because it means self‑forgiveness as well as being able to love others to the extent that you can give them permission to be on their own chosen paths. Once all aspects of human existence are fully accepted, an old soul becomes eligible to move on to the other planes of existence.”

Featured for the part where he says that the old soul studying various spiritual teachings, but in the end creates its own belief system. I am like that.

But I’m not an old soul, as I said in previous post, transcendental and infinite souls. I born as one, however.

Not much to say here, the text speaks for itself.

Edição (07/10/2015): Esqueci de mencionar uma coisa aqui… Sonia me contou algum tempo atrás que pegou uma parte do meu karma para Ela, e isso tornou a última vida Dela aqui mais difícil, enquanto para mim foi facilitado. Ela teria se elevado ainda mais se tivesse ficado unicamente com o karma Dela, mas optou por pegar uma parte do meu. Realmente Ela é superior a mim.

Edition (10/07/2015): I forgot to mention one thing here … Sonia told me some time ago that took a part of my karma to Her, and that made Her final life here more difficult, while for me it was easier . She would have risen even more if She had been alone with Her karma, but chose to take a part of my. She is really is superior to me.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s